Sun. Jun 23rd, 2024

Indivíduos de Melgaço estão chocados. A explicação é uma cena do drama ‘Para Sempre’ da TVI, que foi encarado como uma “genuína ofensa” ao número de habitantes de Castro Laboreiro, ala daquela região. O episódio, “onde os indivíduos, a história e a cultura de Castro Laboreiro são alvo de calúnias”, compreende um movimento de renúncia, proposto pelo PS e aprovado colectivamente, no passado sábado, em assembleia da Assembleia Municipal. Espera-se que o canal de Queluz de Baixo “efetue uma declaração pública” para “desautorizar” a cena transmitida no dia 20 de abril.

Em causa está uma observação feita por Alcino Parracho, personagem interpretado por Rui Melo, em que alude aos ocupantes de Castro Laboreiro como “criminosos, réprobos, brincalhões, entre diferentes designações”. Além disso, diz o movimento, “supõe-se que a variedade canina Castro Laboreiro resulta de um loteamento mal concebido dos caninos de sabujo da Serra do Soajo”. Ainda, prossegue: “Os discursos comunicados no romance de ficção (…) constituem uma genuína ofensa aos costumes e à cultura de Castro Laboreiro, influenciando o grande nome e notoriedade de seus parentes”.

O Correio da Manhã pediu à TVI uma resposta a esta presente circunstância, mas não obteve uma resposta ideal. O equivalente ocorreu com a Entidade Reguladora da Comunicação Social (ERC).

Sem prejuízo da TVI, o movimento será expedido pela Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom), Associação Canina Portuguesa de Castro Laboreiro, Câmara Municipal de Melgaço e União das Freguesias de Castro Laboreiro e Lamas do Mouro.

By admin